Páginas

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

POEMA-MEDO


*Tenho medo,* *De sentir medo,* *Medo com ou sem pretexto,* *Medo de não ser eu mesmo.* *Medo que me faz paralisar,* *Enão conseguir te falar,* *O quanto é bom te amar,* *E que sempre vou te esperar.* *Desse sentimento tão forte,* *Que guardo num cofre,* *Com medo de te contar,* *E você se assustar.* *Se assustar com a minha paixão,* *E de querer se afastar,* *Então é melhor me calar.* *Prefiro tê-lo por perto,* *Como amigo sincero,* *Do que vê-lo se afastar,* *E não pode ti amar.* *Ti amar platonicamente,* *Já me deixa contente,* *Quem sabe um dia vou te conquistar,* *E juntos iremos ficar...*