Páginas

domingo, 11 de agosto de 2013

POEMA-PAIXÃO DESENFREADA.


*O paixão desenfreada,* *Que não deixa pensar* *Em mas nada,* *E a cabeça fica alucinada.* *Alucinada e sem razão,* *Vira quase uma prisão,* *Pensar em outra coisa?NÃO* *Só nessa danada paixão.* *A vida para,* *Não falamos em mas nada,* *Vira quase uma obsessão,* *Sem libertação.* *O jeito é aproveitar,* *Cada minuto em que está,* *Vivendo essa paixão,* *Sem pensar no amanhã,não.. *